Pesquisar

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Vida

...pensei em voar
até sonhava
que nos meus passos
havia asas...

quis repousar
sonhos e planos
e o meu pesar....
faltou-me casa

não magoar
não causar danos
pensei mudar
de opinião
matar desejos
do coração...

seguir calada
a minha sina
e cabisbaixa
negar a rima
e tudo aquilo
que o dia ensina...

deixar que os anos
e os meus enganos
fossem levando
o que eu nao fui...

veja que  a alma
é soberana
mesmo calada
nunca se engana
e a mina d'água
um dia flui...

pensei em voar
e até sonhava...
e nos meus pés
havia asas!!!

Um comentário:

Will disse...

Nossa!

Quanta leveza em teus versos...

Parabéns!

Um final de semana de voos de sensibilidade para você!