Pesquisar

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Quando ser poeta, se traduz em :


"Socorro não estou sentindo nada
nem medo, nem amor, nem  ódio
não vai dar mais pra chorar
nem pra rir(...)"
                            Arnaldo Antunes




Só um reflexo
Anabe Lopes

Na beleza estéril
Do reflexo

O tempo fere à faca
O sangue escorre de sobre a mesa
E dores intensas estilhaçam-se ao chão

A canção agoniza
O choro não brota
Na beleza solitária de um reflexo
Só...
Escrevo e mutilo poemas...



    Reflexo da lua sobre as águas do lago Paranoá - 27/10
  

terça-feira, 27 de julho de 2010

JORGE ANTUNES

Não pensei em Olhos de Saruê para fins político, mas se vivemos na polis, somos todos políticos e temos o dever de agir quando encontramos uma pessoa que demonstra representar nossos ideais, muitos mais do que por ser da música, mas também por ser da música.

ENGLISH TEXT BELOW




O Maestro Julio Medaglia inaugurou na internet uma petition de apoio à candidatura do maestro Jorge Antunes ao Senado, pelo PSOL-DF. Em menos de uma semana mais de 130 artistas aderiram com suas assinaturas. Alguns nomes da música erudita lá estão como signatários de primeira hora: Julio Medaglia, Manuel Veiga, Mario Ficarelli, Edino Krieger, Lutero Rodrigues, Jamil Maluf, Osvaldo Lacerda, Hamilton de Holanda, Samuel Araujo, Amaral Vieira, Rodolfo Coelho de Souza, Eduardo Guimarães Álvares, Eli-Eri Moura, Antonio Carlos Carrasqueira, Guilherme Vaz, Eudóxia de Barros, Jamary Oliveira, Alda Oliveira, Wilson Sukorsky, Emilio Terraza.



O endereço do site é:

http://www.petitionspot.com/petitions/JorgeAntuneSENADOR



Se você quer apoiar a candidatura de JORGE ANTUNES, SENADOR 500, assine a petition e vote nas prévias:

http://tvoto.virtualnet.com.br/votar/2/DF



Dear Friends,



Conductor Julio Medaglia started on the web a petition supporting Jorge Antunes' campaign for the Brazilian Senate (PSOL-DF). In one week it got the signatures of approximately 130 people, such as Manuel Veiga, Mario Ficarelli, Edino Krieger, Lutero Rodrigues, Jamil Maluf, Osvaldo Lacerda, Hamilton de Holanda, Samuel Araujo, Amaral Vieira, Rodolfo Coelho de Souza, Eduardo Guimarães Álvares, Eli-Eri Moura, Antonio Carlos Carrasqueira, Guilherme Vaz, Eudóxia de Barros, Jamary Oliveira, Alda Oliveira, Wilson Sukorsky, Emilio Terraza.



The petition address is:

http://www.petitionspot.com/petitions/JorgeAntuneSENADOR



If you want to support Jorge Antunes' campaign for the Brazilian Senate, sign the petition and vote on:

http://tvoto.virtualnet.com.br/votar/2/DF

--

Para receber mensagens de Alvaro Henrique, envie e-mail para alvarohenrique-subscribe@googlegroups.com

Para não receber mais mensagens, envie um e-mail para alvarohenrique-unsubscribe@googlegroups.com



To receive messages from Alvaro Henrique: send an e-mail to alvarohenrique-subscribe@googlegroups.com

To receive no more messages from Alvaro Henrique: send an e-mail to alvarohenrique-unsubscribe@googlegroups.com

EU APOIO JORGE ANTUNES!

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Hoje esbanjo felicidade

Hoje esbanjo felicidade. E a minha felicidade se percebe de longe. Há dias em que é possível sentir que a vida é encontro. Nesses dias mesmo as despedidas podem ser vistas como encontros: encontros com a gente mesmo. E as despedidas abrem espaços para novos encontros, com a gente e com o outro! É bem verdade que é um espaço de saudade; mas o que é a saudade, senão um re-encontro com momentos belos que gostaríamos de repetir (eterno retorno). Mas por enquanto a saudade ainda não virá... Há pessoas que se encontram todos os dias... anos a fio! Ainda posso sorrir encontros. Abri um jornal eletrônico há dois dias e vi a notícia de que foi encontrado e fotografado um pássaro raro. Fotografado inteiro, pela primeira vez: encontro do pássaro, do tempo, da poesia, da vida... com as lentes do fotógrafo. Imagina que disseram que ele tem apensa três centímetros! Ele tem existência material! Conheço um pássaro invisível e incorpório que canta e faz cantar aos que se deixam simplesmente encontrar.

Ainda há presenças para sorrir! E sorriu escancaradamente todas as minhas alegrias. E alegrias são como  como flores! Murcham e renascem, basta regar a planta!!!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

video
Eu hoje quero falar pouco. Embora tenha muito a dizer, há dias em que as palavras voam. Deixam ficar apenas o sentimento, como algo irremovível e inextinguível... antes de tudo inexprimível. Nesses dias, deixa a música agir (música e letra)!

Fernando Pessoa

"Quando olho para mim não me percebo. Tenho tanto a mania de sentir...Que me extravio às vezes ao sair das próprias sensações que eu recebo. O ar que respiro, este licor que bebo...Pertencem ao meu modo de existir...E eu nunca sei como hei de concluir...As sensações que a meu pesar concebo...Nem nunca, propriamente reparei...Se na verdade sinto o que sinto...Eu Serei tal qual pareço em mim? Serei Tal qual me julgo verdadeiramente? Mesmo ante as sensações sou um pouco ateu...Nem sei bem se sou eu quem em mim sente."


(Fernando Pessoa)

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Olhos de saruê: Conheça o trabalho de Elinor Ostrom

Olhos de saruê: Conheça o trabalho de Elinor Ostrom

Conheça o trabalho de Elinor Ostrom

Veja o que diz o fotografo e ativista carioca Luiz Frota



Com relacao a acao... Elinor Ostrom a primeira mulher a ganhar o Nobel de Economia, ai vai um pouco mais dos "porques"... um grande amigo meu foi aluno dela... segundo ele, ela realmente eh o maximo como pessoa, pesquisadora e intelectual! Mando essa entrevista do Globo News, programa Milenio... mas tem + na web... Seria importante que mais pessoas do nosso Brasil tomassem conhecimento do trabalho dela ... A entrevista foi feita la na Indiana University.


http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1257305-7823-MILENIO+ENTREVISTA+ELINOR+OSTROM+A+VENCEDORA+DO+NOBEL+DE+ECONOMIA,00.html



http://www.luizfrota.com/
http://www.sharingvisions.org/
ontact@luizfrota.com
luizfrotaphotography@gmail.com

sábado, 17 de julho de 2010

Ontem à noite vivi momentos muito especiais. Convidada pra sair com um pequeno grupo de amigos, sugeri o Bendito Suco, na 413 norte. Não tinha nem almoçado e nem jantado. Era  precisavo ingerir alguma coisa saudável, salvar o dia, salvar a vida... Além do suco de laranja - meu preferido -, aprecio um suco de graviola sem açúcar. Além disso o Bendito é um lugarzinho muito aconchegante - propaganda gratuita. Bem do ladinho tem os petisquinhos fritos do Magrão - malditas frituras deliciosas! O Bendito e o maldito habitam juntos, e se complementam, como o Yin e o Yang. O que não sabia é que bem do ladinho agora tem o Adoro um brechó!! Que legal. Comprei uma bolsa bonita de couro, zero bala, por 35 reais e outra menor muito bonitinha por 25. Conheci a Cris, dona do brechó. Fechadas as negociações, ficamos conversando e comendo as frituras do Magrão  e bebendo cerveja- sem nem ter chegado ao Bendito. Recitei Alma Nua, por sugestão da minha amiga Ana Lúcia, e continuarmos. A conversa foi ficando boa e a Cris resolveu mostrar as belezas do local. Pra começão fica do ladinho do Parque Olhos d'água. 
O Bendito é muito legal. Cada mesa é uma obra de arte! Um pouco acima um restaurante muito legal para quem é alérgico a gluten. Tudo decorado com lindas peças de arte, do chão ao teto; também as mesas são obras de arte. Dá gosto ver. O maior desfrute da noite foi quando a Cris nos levou ao ateliê do artista responsável por tanta beleza. Ali mesmo, no mesmo prédio do Bendito. Fomos ao ateliê do Nemm Soares. Tudo muito especial!!! Não vou ficar falando da arte do Nemm. Vou fazer muito melhor. Vou mostrar  fotos das obras dele que tirei!!! Da noite de ontem, fica a graça da poesia, a bênçâo de uma nova amizade, a alegria de estar com velhos amigos e a certeza de que a vida nos reserva muitas surpresas lindas. Ah! o Nemm também é um poeta e tanto. Deguste o poema que ele escreveu no alto da porta de entrada para o céu ateliê:

Imagem parcial de obra de Nemm Soares

Imagem parcial de pintura de Nemm Soares

Imagem: ateliê de Nemm Soares

" A arte é pura aventura "encontrar é que importa" o grande lance é encontra a liberdade absoluta.
                                                                                                                               Nemm Soares


Êxtase

O toque do sol na minha janela

me convida a sair e ver o dia
e vôo na sua luz.

Abro a porta e encontro
o verde mais bonito
e a paz descansa
no sorriso das flores...

Aí fecho os olhos e vejo o olhar mais macio
e ouço as palavras mais perfumadas
no líquido toque do dedo do tempo.

O vento penetra os meus ouvidos
no encanto aveludado da voz do sabiá...
Sabia que a vida era amar!!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Hoje me sinto menos só

Ora vejam! Há algum tempo apanho das novas tecnologias e me aventuro pela web afora, mas ainda não tinha me ocorrido procurar outras pessoas que tivessem o meu nome. Meu pai o encontrou lá em Josué 15:51. Decerto achou uma boa ideia e me chamou de Anabe.

Nunca foi muito fácil chamar-se Ana o quê? Anabe, repetia timidamente. Talvez isso tenha agravado meu sentimento inato de ser uma criaturinha meio dio - diotro planeta. Chamar-se Anabe, ser branquela e despenteada pelo pega-pega e esconde-esconde, ter uma aparência meio boboca e ser um tanto tímida - no intervalo das brincadeiras - talvez tenham sido as principais razões para as duas filhas das duas família mais tradicionais da cidadezinha onde morava na 1ª série, Icém, a levantarem as minhas saias quando passava por elas, só pra me desconcertarem mais ainda.

Diziam-me alguns adultos bonzinhos que eu tinha nome e parecia uma artista. Sorria faceira com meus óculos quadradinhos de armação preta doados pelo INPS, num lindo dia de viagem a São José do Rio Preto, cidade natal que até então não conhecia. Bem que me esforçava pra acreditar. Ficava me olhando meio de lado e sorrindo como faziam as atrizes na TV. Nome de atriz mesmo era Eva Vilma, Marília Pera, Regina Duarte. A Pera da Marília me atraia um pouco. Alguém ter Pera no nome era quase tão esquisito como chamar-se Anabe.

Cresci assim em meio a Cacilda, Luciana, Mariana, Maria, Janete... e eu Ana o quê?
Anabe.  Hoje me sinto menos só. Graças a um nova amiga baiana desejar me convidar para o orkut dela. Sentadas lado a lado, sugiri que procurasse pelo meu nome. A mágia aconteceu. Vi que não sou a única.  Sem desejos de exclusividade, me senti muito feliz. Já sabia que havia outras ou outros cadastrados no sistema CPF, mas ver assim aquelas carinhas foi o que me fez sentir que não estava sozinha. Aos 44 anos,  bastante habituada e às raias da felicidade com o nome que levo, encontro outras  pessoas que se chamam Ana o quê? Anabe.

Viva a internet!!!

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Do desejo e da necessidade de expressão

Desde os primeiros dias de vida nos esforçamos para nos expressar. Choramos, balciamos, falamos, cantamos, dançamos pintamos... É por meio desses atos expressivos que nosso espírito se materializa. Assim aliviamos a dor e cultivamos as alegrias de existir. Essa propensão é o que nos faz humanos! Apesar disso, durante a vida, muitas forças externas cuidam de inibir nossos talentos expressivos. Na minha opinião, esta é uma das grandes causas das angústias do nosso ser. Admiro quem se expressa sem medo das palavras, como o Henry Miller. Não deveria ser assim, mas há palavras que metem muito medo, pelo que revelam e pelo que escondem. Palavras são pássaros:loucas pra voar. Quando presas, tornam-se em ânsia incontrolável e intraduzível, e muitas vezes brotam loucas, quando nos bate um vento na boca, como no poema da Cecília Meirelles. Acredito que, como eu, a maioria das pessoas chega mesmo a pensar que "lutar com palavras" é mesmo "uma luta vã", como declarou Drumond; "entanto lutamos mal rompe a manhã" por causa do nosso desejo inato de expressão. Este espaço é para a livre expressão!!! Tão livre quanto consigamos ser...

terça-feira, 6 de julho de 2010

UM A UM

Arnaldo Antunes

Eu não quero ganhar
Eu quero chegar junto
Sem perder
Que eu quero um a um com você
No fundo não vê
Eu só quero dar prazer
Me ensina a fazer
Canção com você
Em dois
Corpo a corpo
Me perder
Ganhar você
Muito além do tempo regulamentar
Esse jogo não vai acabar
É bom de se jogar
Nós dois
Um a um
(...)
Esse jogo não vai acabar
É bom de se jogar
Nós dois
Um a um
(...)
Me ensina a fazer
Canção com você
Em dois, em duo
Em duo, em dois.

domingo, 4 de julho de 2010

AMOR PRA RECOMEÇAR (Frejat)

Eu te desejo
Não parar tão cedo
Pois toda idade tem
Prazer e medo...

E com os que erram
Feio e bastante
Que você consiga
Ser tolerante...

Quando você ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero...

Desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar...

Eu te desejo muitos amigos
Mas que em um
Você possa confiar
E que tenha até
Inimigos
Prá você não deixar
De duvidar...

Quando você ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero...

Desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar...

Eu desejo!
Que você ganhe dinheiro
Pois é preciso
Viver também
E que você diga a ele
Pelo menos uma vez
Quem é mesmo
O dono de quem...

Desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar...

Eu desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar
Prá recomeçar...